logo extrafarma

A versão deste navegador nao é compatível com este site.
Por gentileza, atualize seu navegador aqui
Ou baixe uma das opções abaixo:
Google Chrome , Firefox.

Assuntos

depilação prática e rápida

imagem depilação prática e rápida

Se você está sem tempo e precisa livrar-se dos pelinhos do corpo de forma rápida, há duas alternativas com resultados satisfatórios. Conheça seus prós e contras:

• Lâmina: é ainda um método barato e rápido. Aplique condicionador e/ ou creme hidratante no local a ser depilado, para deixar os fios mais macios. Lembre-se: as lâminas com fita lubrificante e com molas na base mostram-se as mais indicadas;

• Creme depilatório: como dissolve facilmente a proteína que constitui o pelo, torna-se menos agressivo que depilações com cera, com a grande vantagem de ser indolor. Porém, é indicado realizar um teste alérgico antes de usá-lo. Atenção: evite aplicar em peles machucadas.

para a maquiagem durar mais tempo

imagem para a maquiagem durar mais tempo

Em dias quentes, fazer a maquiagem permanecer por mais tempo na pele, é um grande desafio. Felizmente, a tecnologia desses produtos evoluiu e trouxe muitas possibilidades para garantir essa beleza prolongada. Que tal conhecer alguns desses “truques”?

• 1º Passo: é imprescindível limpar e lavar o rosto antes de aplicar a maquiagem. Remover as impurezas com lenços demaquilantes, água fria e sabonetes específicos proporcionam uma limpeza necessária. Em seguida, hidrate o rosto com água termal, que é enriquecida com minerais e nutrem a pele;

• 2º Passo: investir no primer, antes de começar a produção, é essencial. Sua função é uniformizar a pele, deixando-a preparada para receber os produtos que vão te fazer ainda mais bela. Além disso, ele tem o papel de fazer sua maquiagem durar por mais tempo;

• 3º Passo: quem tem pele oleosa deve ter na bolsa alguns lencinhos matificantes. Eles removem qualquer excesso sem estragar sua maquiagem;

• 4º Passo: finalize o processo com sprays fixadores. Eles permitem que o resultado permaneça intacto por horas.

hidratação nossa de cada dia

imagem hidratação nossa de cada dia

A hidratação é essencial para manter a pele do corpo saudável e macia. Entretanto, áreas como joelho, cotovelo e calcanhares acabam ficando em segundo plano, isso porque elas não permanecem tão evidentes como as mãos, pernas e rosto, por exemplo.

Não menos importantes, elas estão sujeitas as intempéries do clima e outros fatores externos como vento e poeira, exposição ao banho muito quente e demorado, além do consumo insuficiente de água.

Para cuidar dessas regiões, a dica é fazer uma esfoliação pelo menos uma vez por semana, para retirar as células mortas da pele e turbinar o processo de absorção do produto de hidratação. Entre as substâncias que tratam o ressecamento mais intenso estão: a ureia e as manteigas vegetais, como a de Karité.  Aposte nessas fórmulas e dê vida nova para sua pele.

desodorantes: qual o melhor para seu tipo de pele?

O desodorante ideal para seu tipo de pele e estilo

imagem desodorantes: qual o melhor para seu tipo de pele?

O suor excessivo ou o mau cheiro nas axilas, nem sempre é descuido de higiene ou “desodorante vencido”. Também não tem relação com o sexo. Homens e mulheres podem sofrer deste problema.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a hiperidrose (doença que provoca sudorese excessiva) atinge 176 milhões de pessoas no mundo. Quando possui o odor desagradável é chamada de bromidrose.

A bromidrose é um quadro que ocorre com mais frequência em determinadas raças por características próprias de constituição da derme. Negros e orientais são os mais atingidos. É influenciada também por questões nutricionais, ambientais e ocupacionais. Pode acometer da mesma forma os diabéticos, mulheres que apresentam alterações hormonais, os fazem uso de alguns tipos de antibióticos, pelo abuso de álcool ou alimentos que alteram o odor do corpo como a pimenta, alho, cebola etc.

Já o excesso de suor (hiperidrose) é mais comum em pessoas com maior quantidade de pelos, pois além das glândulas sudoríparas espalhadas por toda a derme, cada pelo é constituído por uma glândula sudorípara adicional.

Também o estresse, a angústia e a tensão liberam mais adrenalina, o que provoca aumento da sudorese.

Alguns indivíduos podem ter apenas a hiperidrose, e outros a bromidrose. Mas normalmente, quem é acometido pelo excesso de suor acaba sofrendo também com o mau cheiro. A causa é a proliferação de bactérias que utilizam os componentes do suor, da glândula sebácea dos pelos, e restos celulares como substrato alimentar. Ao entrar em contato com os fungos e bactérias presentes na parte exterior da pele, provocam o mau cheiro.

Existem vários tipos de desodorantes no mercado e cada um deles tem uma finalidade específica. O tempo de ação também depende do produto. Observe o rótulo. Quanto as versões femininas e masculinas, a diferença está basicamente na fragrância, já que o suor tem influências multifatoriais e independe do sexo. O dermatologista Prof. Dr. Luiz Carlos Cucé, orienta a forma de uso e os cuidados necessários para prevenir o mau cheiro e/ou o excesso de suor.

Desodorante e antitranspirantes tem funções diferentes

Desodorantes: agem apenas contra o odor do suor eliminando as bactérias que causam o mau cheiro. Nem todo desodorante é antitranspirante, mas todos antitranspirantes atuam também como desodorante.

Antitranspirantes e antiperspirantes: bloqueiam o ducto das glândulas sudoríparas diminuindo a produção do suor. São sinônimos e não apresentam diferença entre si. Indicado para homens e mulheres com suor excessivo.  

Pessoas com tendência a furúnculos ou com pele sensível devem ficar atentas. Os antitranspirantes por reter o suor, podem obstruir os poros e provocar furúnculos.

Hipoalergênicos: baixo poder de causar alergia, o que não significa que não cause alergia.

MAU CHEIRO E HIGIENE

Quem apresenta o quadro de bromidrose não pode descuidar da higiene. A atenção deve ser redobrada, principalmente, no verão.

  1. Tome pelo menos dois banhos por dia. As dobras existentes nas axilas têm capacidade de reter mais fungos e bactérias.
  1. Se sentir mau cheiro e não puder tomar um banho, lave as axilas com água e sabão para depois passar o desodorante. Jamais aplique por cima das axilas cheirando mau.
  1. Use sabonete antisséptico.
  1. Seque bem as axilas. A umidade dilui os componentes do desodorante/antitraspirante.
  1. Observe no rótulo o tempo de ação do produto. Reaplique uma hora antes para evitar o “desodorante vencido”. Lembre-se que ambientes quentes, roupas abafadas ou excesso de movimentos podem reduzir o tempo de ação do desodorante.
  1. Roupas sintéticas não absorvem a transpiração e, consequentemente, mantêm a umidade do suor nas axilas. É um “prato cheio” para as bactérias que causam o mau cheiro. Evite!
  1. Mantenha-se depilada(o): pelos nas axilas são um ninho perfeito para as bactérias e fungos (o que explica porque os homens sofrem mais com o mau cheiro).
  1. Não use antitranspirantes por períodos prolongados. Alterne com o desodorante para evitar alergias e dermatites. Use duas semanas de antitranspirante e descanse uma, aplicando desodorante.
  1. Caso esteja usando corretamente o desodorante ou antitranspirante sem o efeito desejado, tente outra marca.
  1. Uma dica que ajuda a potencializar o efeito do produto é aplicar leite de magnésia nas axilas antes do desodorante. Outra opção é, após o banho, passar bicabornato de sódio nas axilas ainda molhadas. Não enxugue. Após secar naturalmente, passe o desodorante ou antitranspirante.

TIPOS DE PELE

Peles sensíveis: evitar os antitranspirantes ou desodorantes com propriedades adstringentes.

Alérgicos: devem evitar o uso de produtos comerciais pois, além dos princípios ativos do desodorante/antitranspirante, existem conservantes e/ou fragrâncias que podem causar alergia. Para pessoas alérgicas é indicado o uso de produtos manipulados.

Pacientes com hiperidrose e/ou bromidrose que sejam alérgicos ou que tenham pele sensível, a alternativa é paralisar as glândulas sudoríparas por meio de injeções de toxina botulínica nas axilas. A aplicação é feita, normalmente, a cada seis meses. Diminuindo a sudorese, há uma redução na proliferação de bactérias.

Esportistas: algumas marcas oferecem ação extra para o corpo em atividade. Contrário de outros desodorantes e antitranspirantes que podem evaporar ao longo do dia, nestes, são acrescidos microcápsulas em sua fórmula que se rompem de acordo com seus movimentos. Proteção total durante a atividade física.

PRINCIPAIS FORMAS DE APLICAÇÃO

Spray/aerossol: práticos e refrescantes tem a vantagem de secar bem rápido. A desvantagem é que o excesso de pelos nas axilas pode impedir a absorção total.

Roll-on: rápida absorção e com duração superior ao spray. Pessoas com pele sensível devem evitar este tipo, pois pode provocar atrito na pele e favorecer o aparecimento de dermatite de contato. Não utilize sem estar com as axilas bem lavadas para não contaminar o aplicador com bactérias.

Creme: ideal para peles sensíveis. Tem o mesmo efeito do roll-on com a vantagem de não irritar as axilas por ser aplicado com as próprias mãos. Normalmente possuem hidratantes em sua composição. Lave as mãos antes de colocá-las no pote.

Stick: semelhante ao roll-on. Apenas não possui aplicador e tem a vantagem de secar mais rápido. A desvantagem é uma maior chance de deixar manchas brancas na roupa.

maquiagem certa

imagem maquiagem certa

Existem várias técnicas e maneiras de produzir uma maquiagem bonita e perfeita. Um dos cuidados na hora da produção deve ser com o tom da pele final, para que não fique  discrepante com o aspecto natural. “Os pontos perfeitos para criar o contorno vão depender do formato de rosto de cada mulher, pois varia a necessidade de profundidade e ampliação”, ensina a maquiadora Renata Almeida. Quem tem rosto arredondado deve contornar as laterais da testa e do maxilar puxando suavemente para o osso zigomático (das maçãs do rosto). Ilumine o centro da testa e a ponta do queixo. Para o formato oval, faça o contorno na região do osso zigomático, somente para criar profundidade e ilumine o centro da testa, queixo e acima das maçãs. O rosto longo necessita de um encurtamento e os pontos principais é o topo da testa (raiz do cabelo central) e a ponta do maxilar e queixo. Ilumine na região abaixo das olheiras para criar um ponto de luz estratégico. Por fim, o contorno ideal para o formato de rosto quadrado é feito escurecendo as laterais da testa até as têmporas e as do maxilar, criando uma sensação mais ovalada. Iluminar o eixo do rosto (centro da testa e a ponta do queixo) é fundamental para essa silhueta.

exposição ao sol e uso de protetor solar

dicas para você se proteger do sol

imagem exposição ao sol e uso de protetor solar

Entenda a pele

A pele é o maior órgão do corpo humano e representa 16% do nosso peso. Exerce funções essenciais, como controle do fluxo sanguíneo, regulação térmica e proteção contra ameaças externas. É composta de 19 milhões de células, 625 glândulas sudoríparas e 19 mil células nervosas.

Na exposição solar, a pele representa a primeira barreira física e imunológica contra as agressões do sol, protegendo o organismo como um todo. 

E o que é o bronzeamento? 

O bronzeamento é uma defesa da pele contra a radiação. Com o “ataque” do sol, nosso corpo produz um estímulo para produção de melanina (pigmento de função fotoprotetora), na tentativa de filtrar os raios ultravioletas e proteger nossas células contra lesões. Por ser um pigmento escuro, a pele escurece, ou seja, bronzeia.

Pessoas de pele morena tem a pele mais protegida devido a maior quantidade de melanina acumulada. Por isso a pele raramente fica vermelha. 

DIFERENÇAS ENTRE OS RAIOS UVA e UVB

Os efeitos dos raios ultravioletas (UV), devem ser bem conhecidos para que possam ser administrados corretamente. Os mais importantes destes raios são o UVA e o UVB.

Raios UVA 

1. A intensidade pouco varia ao longo do dia, porém costuma ser mais forte antes das 10h e após às 16h. Os raios UVA. penetram profundamente na pele.
 

2. Apesar de parecerem menos inofensivos por proporcionarem um bronzeado mais bonito (estimulam a melanina – pigmento que protege e escurece a pele), são esses os raios responsáveis pelo câncer melanoma, justamente por atingirem a camada mais profunda da pele. O melanoma é um dos piores tipos de câncer, altamente maligno, pois por alcançar rapidamente os vasos sanguíneos e linfáticos,  consequentemente, invadem os outros órgãos (metástase). O nome melanoma representa os melanócitos (células que produzem a melanina).
 

3. Pelo seu poder de penetração, os raios UVA  também provocam o envelhecimento prematuro da pele já que atinge as fibras de elastina e colágeno, ocasionando rugas e flacidez.
 

4. Induz a produção de manchas na pele (cloasma/melasma): mulheres grávidas ou as que fazem uso de hormônios e anticoncepcionais são as mais atingidas.

Raios UVB

1. Predomina das 10h às 16h e é mais intenso no verão. Atinge a pele superficialmente, porém são esses os raios responsáveis pela vermelhidão e queimadura.

2. Acentua-se, normalmente, algumas horas após a exposição solar. Por isso é normal ver o “tamanho do estrago”, principalmente, após o banho ou à noite. 

3. São causadores das lesões pré-câncer e câncer de pele não melanoma. Apesar de grave, o câncer de pele não melanoma é menos agressivo e, raramente, se espalha para outras áreas que não a superfície da pele. 
 

4. Pessoas com intolerância ao sol e que apresentam com frequência bolhas de queimaduras são mais propensas ao melanoma.

ATENÇÃO ESPECIAL ÀS PINTAS

Qualquer tipo de radiação solar (UVA ou UVB) pode provocar o melanoma na existência de pintas. Os nevos (pintas ou manchas) podem sofrer diferenciação celular com o passar do tempo, mudar suas características, e evoluir para a malignidade (câncer).

Quando uma pinta aumenta de tamanho, muda de cor, coça ou úlcera (forma-se uma ferida), deve-se procurar um dermatologista com urgência para verificar a possibilidade de melanoma. A confirmação do diagnóstico é feita pela biópsia e exame histopatológico.

Pessoas com pele clara, que tenham histórico de melanoma na família, ou com mais de 50 pintas pelo corpo, são os principais grupos de risco. 

PROTETOR SOLAR – SIGNIFICADO DO FPS

O FPS é a sigla com as iniciais de Fator de Proteção Solar. Indica o grau de proteção contra queimaduras e bloqueio dos raios ultravioletas pelo filtro solar. Se você usar um protetor com FPS 15, por exemplo, significa que levará um tempo 15 vezes maior para ficar vermelho, do que se não tivesse aplicado o produto.

A eficácia varia conforme a quantidade aplicada e o tempo de exposição. Para maior segurança, é necessário usar um filtro solar que ofereça proteção contra radiação UVA e UVB.

MITOS E VERDADES DO PROTETOR SOLAR

1. O Fator de Proteção Solar (FPS) 15 é considerado de amplo espectro contra os raios ultravioletas dos tipos UVA e UVB, e bloqueia 93% da radiação. Acima disso a diferença é pequena. Um fotoprotetor com FPS 30 bloqueia 96% da radiação e o FPS 60 alcança 98% de proteção.
 

2. O produto deve ser aplicado ainda em casa, e reaplicado ao longo do dia, a cada 2 horas, se houver muita transpiração ou exposição solar prolongada.
 

3. Reaplicar o protetor após imersão prolongada na água da piscina ou do mar.
 

4. É necessária aplicar uma boa quantidade do produto, uniformemente, de modo a não deixar nenhuma área desprotegida.
 

5. O filtro solar deve ser usado todos os dias, independente de dias frios ou nublado, pois a radiação UV atravessa as nuvens.
 

6. Cuidado dobrado na neve, areia, grama e água que refletem e intensificam a radiação solar, mesmo que a pessoa esteja na sombra. 

PROTEJA OS OLHOS

Os olhos também devem ser protegidos com o uso de óculos escuros. A cada ano, aproximadamente, 3 milhões de pessoas sofrem perda da visão devido aos danos relacionados à radiação UV, tais como fotoconjuntivites e cataratas.

SOL E ALERGIA

O uso de medicamentos como antibióticos, antifúngicos, anti-histamínicos, analgésicos, anestésicos e até conservantes de produtos cosméticos pode aumentar a sensibilidade aos raios de sol, favorecendo reações alérgicas.

D-pantenol (vitamina B5)

Pele, cabelos e unhas: O segredo da beleza

imagem D-pantenol (vitamina B5)

Cabelos ressecados, unhas quebradiças e pele sem brilho são um pesadelo para qualquer mulher que se preocupa com a aparência. Algumas, por falta de informação, acreditam que cuidar da beleza está fora do alcance do seu bolso. Outras, investem tempo e dinheiro com tratamentos sem resultados eficientes.

Sabe por quê?

O passo número 1 para o sucesso de qualquer tratamento é a hidratação. Sua pele e seu cabelo precisam de água, da mesma forma que seu organismo, depende dela para manter-se vivo. Sem a hidratação necessária, não existe produto ou tratamento que faça milagre! E aí, você acha que foi enganada. Que o produto é ruim, ou que comprou gato por lebre. Mas não é nada disso. Faltou apenas a substância umectante indispensável para ativar as outras formulações. Pele seca é pele “doente”. Portanto, nada de pular etapas, nem perder tempo e dinheiro.

Uma boa dica é o D-pantenol, uma substância de primeira linha do grupo das vitaminas do complexo B, utilizada em formulações cosméticas na forma de cremes, tônicos, gel, loções, pomadas, shampoos, condicionadores etc. Ela age na manutenção da umidade natural dos cabelos, pele e unhas, auxiliando na retenção da água, evitando, desta forma, a perda da hidratação.

Com princípio ativo pró-vitamina B5, suas pequenas moléculas tem grande poder de penetração, devolvendo rapidamente a vitalidade necessária para a beleza e equilíbrio do seu corpo. Ideal para lábios ressecados, calcanhares rachados, cotovelos ásperos, olheiras, além, lógico, da hidratação da pele como um todo. Atua também no combate ao envelhecimento, na recuperação de lesões causadas por queimaduras, cicatrização de feridas e dermatites.

Adeus aos cabelos ressecados e sem brilho

Passando para a próxima etapa: a moldura do rosto. Você quer poder continuar usando o secador, chapinha, pintando suas madeixas, mergulhando na piscina e no mar e ainda conseguir ter cabelos saudáveis, certo?

A má notícia é que os cabelos são os que mais sofrem com a falta de hidratação, já que diferente da pele, não conseguem se regenerar. Portanto, tesoura nas pontas-duplas, e seguimos para o próximo passo do seu tratamento. Antes, é importante você conhecer um pouco mais sobre o seu cabelo para entender como funciona este processo e o porquê da necessidade vital de hidratação.

A cutícula é a parte externa do fio de cabelo. Ela é composta por várias escamas (entre 5 a 12), sobrepostas umas as outras, como as escamas de um peixe. Tem a função de proteger contra as agressões do dia-a-dia, de forma a evitar a perda de proteínas essenciais para a saúde do cabelo. É ela quem regula a entrada e saída de água da fibra capilar. 

Quando essas escamas são agredidas, elas se abrem e o fio perde a umidade. E é exatamente isso que provoca o aspecto poroso, eriçado, ressecado, sem contar que a tendência à quebra se torna inevitável.

O D-pantenol tem o poder de “blindar” a cutícula do cabelo conseguindo preservar as moléculas de água e nutrientes dentro do fio. Resultado: cabelos brilhantes, sedosos e fáceis de pentear.

Pesquisas comprovam que o uso constante do D-pantenol consegue também aumentar a espessura do cabelo em até 10% do diâmetro. A explicação é simples: por ter o poder de reter a água nos fios, eles ficam mais estufados, tornando-os mais grossos.

Unhas fortes e bonitas

Unhas bem cuidadas, além de transmitir um aspecto de limpeza, acrescenta um toque de sensualidade que toda mulher vaidosa adora. Mas você sabia que o uso constante de esmalte causa ressecamento e enfraquecimento das unhas? Por isso, é aconselhável o descanso de uma semana, a cada período de um mês. Nesta pausa recomenda-se substituir o esmalte por aplicações de hidratantes para manter a vitalidade das unhas.

Para quem não abre mão dos esmaltes, existe no mercado vários produtos formulados com D-pantenol, desde bases, fortificantes, brilhos e até mesmo removedores e o próprio esmalte em si! Desta forma, você pode manter suas unhas pintadas o ano todo sem o risco de torná-las fracas, quebradiças e ressecadas.

Dicas importantes:

  1. Antes de tudo não deixe sua manicure lixar a unha por cima, pois remove parte da queratina, tornando-as mais fracas e finas.
  1. A base, além de servir para uma esmaltação mais uniforme, serve para evitar que o esmalte entre em contato direto com a unha, protegendo-as dos componentes químicos usados em sua composição.

  1. Fortalecedores devem ser aplicados antes da base para que absorva os nutrientes.

  1. Acetona pode enfraquecer as unhas. Prefira os removedores de esmaltes.

  1. Se você tem unhas muito fracas, dê preferência aos esmaltes com D-pantenol em sua fórmula.

Além de fortalecer as unhas, o D-pantenol ajuda a hidratar as cutículas, rachaduras nas pontas dos dedos, além de auxiliar na cicatrização dos temidos e doloridos “bifes”. O uso frequente de D-pantenol também favorece a diminuição do excesso de pele em volta da unha.

Baratos e com multifunções, existem centenas de produtos à base de D-pantenol. Para resultados mais eficientes, use com frequência.

ácido hialurônico

O elixir da juventude

imagem ácido hialurônico

A pele é o espelho que reflete as diferentes fases da vida. À medida que a idade avança, há uma significativa diminuição das estruturas ósseas e ligamentares e um acentuado aumento da flacidez de pele. Assim, o que se observa em um rosto envelhecido, é uma pele mais fina e o tecido de sustentação mais reduzido, favorecendo o aparecimento de rugas.

Retardar a idade cronológica é impossível. Já a visual se consegue com a ajuda de cosméticos que atenuam os efeitos do tempo promovendo juventude e beleza facial.

O ácido hialurônico é uma dessas substâncias. Ele está naturalmente presente em nosso organismo, e além de ter um alto poder de hidratação, tem a finalidade de dar volume, sustentação e elasticidade para a pele. Trabalha em conjunto com as fibras de elastina e colágeno, conseguindo, desta forma, mantê-las íntegras e fortes.

Para você ter uma ideia, o processo de regeneração das células, em uma pessoa jovem, acontece a cada 28 a 30 dias. Aos 60 anos, este tempo sobe para 45 a 60 dias. O ácido hialurônico consegue preencher os espaços existentes entre as células por ter a capacidade de reter e fixar a água na pele protegendo contra a perda da hidratação. 

A notícia ruim, é que muito mais cedo do que se possa imaginar, essa produção começa a diminuir, e a partir dos 25 anos, já inicia uma redução contínua que se estende com o passar dos anos.

Quanto menor quantidade de ácido hialurônico no corpo, mais a pele perde a firmeza, se tornando cada vez mais seca e sem brilho, com o aspecto envelhecido.

Mas não é apenas a idade responsável pelo processo de envelhecimento. Fatores externos como exposição ao sol, poluição, tabagismo, má alimentação, estresse, excesso de álcool e falta de sono também exercem influência.

Sem contar que tratamentos dermatológicos agressivos e inadequados, sabonetes fortes e até hidratantes contendo substâncias detergentes, igualmente podem acelerar este processo.

Por isso, o importante é estar bem orientada e pensar em equilíbrio. E este é o momento de conhecer os benefícios e formas de aplicações do ácido hialurônico.

Sem dúvida, a estrela da vez é a forma injetável que tem o poder de repor o volume do rosto de forma rápida e visível. Indicado para o terço médio da face (maça do rosto), bigode chinês (linhas profundas que vão do canto do nariz até o canto boca), rugas ao redor da boca, aumento dos lábios, projeção do maxilar e queixo, além da elevação do nariz, é quase que uma “plástica” instantânea.

O preenchimento, porém, não é definitivo. A derme, que é a segunda camada da pele, onde também estão localizadas as fibras de elastina e colágeno, é altamente vascularizada e por isso absorve rapidamente o ácido hialurônico oferecendo resultados que duram apenas de 3 meses a 1 ano. A boa notícia é que mesmo assim, a pele nunca retorna ao que era antes, pois toda vez que se faz o procedimento fica uma fibrose residual que promove uma melhora ao efeito anterior ao preenchimento. Por isso, mesmo com o curto tempo de duração, os tratamentos cosmiátricos não devem ser considerados totalmente “perdidos”. Sempre deixam algo de bom, além de poder ter seu efeito prolongado com a ajuda do ácido hialurônico em forma de cremes, cápsulas e suplementos.

A manutenção com novo preenchimento poderá ser feita de acordo com a necessidade do paciente, inclusive na mesma área, sem contraindicação, desde que aplicado por médico capacitado.  O máximo que pode existir de “complicações” são inchaço local e hematomas que desaparecem em até 48 horas.

Os cremes e cápsulas com ácido hialurônico conseguem oferecer os mesmo resultados que a forma injetável?

Não, com certeza não. Porém são extremamente eficazes no processo de hidratação, importante para o viço da pele e prevenção das rugas. Quanto mais cedo você começar a cuidar da pele, melhores serão os resultados para retardar os sinais típicos do envelhecimento. Cremes a base de ácido hialurônico estão mais indicados para pessoas com pele seca ou mista. Deve ser usado diariamente, logo ao acordar, já que o ácido hialurônico protege contra perda de umidade que ocorre durante o dia impedindo a desidratação da pele. Quem tem pele oleosa deve usar com cautela, já que o creme fecha os poros e impede que as glândulas sebáceas eliminem as gorduras, provocando o aparecimento de cravos e espinhas.

Para que o ácido hialurônico consiga penetrar profundamente na pele e oferecer resultados mais eficientes minimizando linhas de expressão e rugas, deve ter o princípio ativo micronizado. Observe o rótulo. Existem várias opções deste tipo no mercado.

Quanto ao ácido hialurônico em cápsula ou suplementos, além dos benefícios para a beleza da pele, também auxilia na lubrificação das articulações e cartilagens. Quantidade insuficiente de ácido hialurônico pode refletir em articulações rígidas e movimentos dolorosos. Se seu corpo estiver carente desta substância, seu organismo vai metabolizar o ácido hialurônico e enviar para onde mais precisa. Suplementos de ácido hialurônico associados aos de uso tópico, garantem um resultado mais eficaz prevenindo o envelhecimento precoce e a saúde do seu organismo.

Não esqueça que sua pele é a primeira linha de defesa do seu corpo e que pode ser facilmente danificada tanto por fatores externos, como internos. Quer uma prova? Se olhe no espelho depois de se expor ao sol, ou após uma noite mal dormida seja por estresse ou por uma “boa” noitada na balada! Entendeu?

Hidratação por dentro e por fora é a receita de beleza do dia!

o poder do colágeno

Essencial para a pele, sua reposição é importante para todo o organismo

imagem o poder do colágeno

Combater os efeitos do tempo e manter a pele jovem, sem rugas e marcas de expressão é uma das preocupações que adquirimos ao longo da vida, principalmente, quando o organismo vai reduzindo naturalmente a produção de colágeno – proteína presente em quase todos os órgãos do corpo e cuja principal função é garantir firmeza e elasticidade à pele, cartilagens, ossos, ligamentos e tendões.

De acordo com a dermatologista Emanuella Cerqueira, a produção do colágeno origina-se desde o nascimento e, com o passar dos anos, tende a diminuir. “A perda anual progressiva ocorre a partir dos 30 anos, acentuando-se por volta dos 45 e 50 anos, quando as células produtoras do colágeno da pele – chamadas fibroblastos – diminuem por influência hormonal, sendo uma das principais causas do envelhecimento cutâneo, apresentando-se clinicamente como flacidez, aparecimento de rugas e enfraquecimento das unhas e cabelos”, afirma.

A dermatologista explica ainda que, além da perda natural do colágeno com o envelhecimento fisiológico, outras causas podem afetar sua produção. “É o caso do estresse e do tabagismo, que aumentam a produção de radicais livres e alteram a oxigenação celular levando à destruição do colágeno, assim como ocorre nos indivíduos que se expõem abusivamente ao sol e também os que ingerem doces excessivamente”, enfatiza.

Alimentação equilibrada

Determinados alimentos exercem um papel importante no que se refere à produção de colágeno. “As principais fontes alimentares são as proteínas em geral, contidas no leite, ovos e carnes (vermelha, aves e peixes), ressaltando que, para a síntese do colágeno, além da  matéria-prima proteica, existe a necessidade adicional de vitaminas e minerais, presentes em frutas cítricas, castanhas, nozes, avelã, amêndoa e azeite de oliva extravirgem”, orienta.

Segundo a especialista, a necessidade do consumo de colágeno se torna ainda maior a partir dos 40 anos, devido ao desgaste cutâneo e osteoarticular acelerados, que é quando a eposição do colágeno propicia benefícios à saúde. “No mercado existem suplementos alimentares à ase de colágeno ou colágeno hidrolisado (peptídeos de colágeno), que podem apresentar-se sob várias formas, como pó, líquido, cápsulas, sachês, balas ou chocolates”, comenta.

Assuntos