logo extrafarma

A versão deste navegador nao é compatível com este site.
Por gentileza, atualize seu navegador aqui
Ou baixe uma das opções abaixo:
Google Chrome , Firefox.

Assuntos

A cor Ideal

imagem A cor Ideal

Mudar a cor do cabelo em casa pode ser um desafio para quem desconhece o significado da numeração exposta na caixinha.

  • O primeiro número indica o tom base da cor. São oito tons que o cabelo pode ter, do preto ao loiro claro, independente da marca.
  • Já a numeração, que vem depois do ponto, dita a nuance da cor, que pode variar (acinzentado, mate, bege etc.).

Vale lembrar que:

  • Os números têm significados diferentes de acordo com a marca. Sendo assim, deve-se ler o nome da cor (rótulo) para saber sua especificação. No momento da aplicação, o cabelo deve estar seco e há dois dias sem utilizar produtos sem enxágue.
  • É importante seguir as instruções de uso contidas na embalagem do produto, que sanarão dúvidas sobre aplicação e tempo de ação.

Tonalizando os cabelos

O tonalizante é uma opção menos agressiva que a tintura, pois não contém amônia (composto químico). Entretanto, desbota mais rápido e não cobre totalmente os brancos. Devido à sua ação mais superficial, o ideal é que a coloração do tonalizante aplicada seja semelhante à natural, ou seja, a que já está no cabelo. Compare a seguir:

Tonalizante:

  • Não contém amônia
  • Ação superficial, com pigmentos na cutícula do cabelo
  • Desbota mais rápido
  • Cobre 70% dos fios brancos

Tintura:

  • Contém amônia
  • Ação profunda, age em toda
  • a base estrutural do fio
  • Efeito prolongado
  • Cobre 100% dos fios brancos

D-pantenol (vitamina B5)

Pele, cabelos e unhas: O segredo da beleza

imagem D-pantenol (vitamina B5)

Cabelos ressecados, unhas quebradiças e pele sem brilho são um pesadelo para qualquer mulher que se preocupa com a aparência. Algumas, por falta de informação, acreditam que cuidar da beleza está fora do alcance do seu bolso. Outras, investem tempo e dinheiro com tratamentos sem resultados eficientes.

Sabe por quê?

O passo número 1 para o sucesso de qualquer tratamento é a hidratação. Sua pele e seu cabelo precisam de água, da mesma forma que seu organismo, depende dela para manter-se vivo. Sem a hidratação necessária, não existe produto ou tratamento que faça milagre! E aí, você acha que foi enganada. Que o produto é ruim, ou que comprou gato por lebre. Mas não é nada disso. Faltou apenas a substância umectante indispensável para ativar as outras formulações. Pele seca é pele “doente”. Portanto, nada de pular etapas, nem perder tempo e dinheiro.

Uma boa dica é o D-pantenol, uma substância de primeira linha do grupo das vitaminas do complexo B, utilizada em formulações cosméticas na forma de cremes, tônicos, gel, loções, pomadas, shampoos, condicionadores etc. Ela age na manutenção da umidade natural dos cabelos, pele e unhas, auxiliando na retenção da água, evitando, desta forma, a perda da hidratação.

Com princípio ativo pró-vitamina B5, suas pequenas moléculas tem grande poder de penetração, devolvendo rapidamente a vitalidade necessária para a beleza e equilíbrio do seu corpo. Ideal para lábios ressecados, calcanhares rachados, cotovelos ásperos, olheiras, além, lógico, da hidratação da pele como um todo. Atua também no combate ao envelhecimento, na recuperação de lesões causadas por queimaduras, cicatrização de feridas e dermatites.

Adeus aos cabelos ressecados e sem brilho

Passando para a próxima etapa: a moldura do rosto. Você quer poder continuar usando o secador, chapinha, pintando suas madeixas, mergulhando na piscina e no mar e ainda conseguir ter cabelos saudáveis, certo?

A má notícia é que os cabelos são os que mais sofrem com a falta de hidratação, já que diferente da pele, não conseguem se regenerar. Portanto, tesoura nas pontas-duplas, e seguimos para o próximo passo do seu tratamento. Antes, é importante você conhecer um pouco mais sobre o seu cabelo para entender como funciona este processo e o porquê da necessidade vital de hidratação.

A cutícula é a parte externa do fio de cabelo. Ela é composta por várias escamas (entre 5 a 12), sobrepostas umas as outras, como as escamas de um peixe. Tem a função de proteger contra as agressões do dia-a-dia, de forma a evitar a perda de proteínas essenciais para a saúde do cabelo. É ela quem regula a entrada e saída de água da fibra capilar. 

Quando essas escamas são agredidas, elas se abrem e o fio perde a umidade. E é exatamente isso que provoca o aspecto poroso, eriçado, ressecado, sem contar que a tendência à quebra se torna inevitável.

O D-pantenol tem o poder de “blindar” a cutícula do cabelo conseguindo preservar as moléculas de água e nutrientes dentro do fio. Resultado: cabelos brilhantes, sedosos e fáceis de pentear.

Pesquisas comprovam que o uso constante do D-pantenol consegue também aumentar a espessura do cabelo em até 10% do diâmetro. A explicação é simples: por ter o poder de reter a água nos fios, eles ficam mais estufados, tornando-os mais grossos.

Unhas fortes e bonitas

Unhas bem cuidadas, além de transmitir um aspecto de limpeza, acrescenta um toque de sensualidade que toda mulher vaidosa adora. Mas você sabia que o uso constante de esmalte causa ressecamento e enfraquecimento das unhas? Por isso, é aconselhável o descanso de uma semana, a cada período de um mês. Nesta pausa recomenda-se substituir o esmalte por aplicações de hidratantes para manter a vitalidade das unhas.

Para quem não abre mão dos esmaltes, existe no mercado vários produtos formulados com D-pantenol, desde bases, fortificantes, brilhos e até mesmo removedores e o próprio esmalte em si! Desta forma, você pode manter suas unhas pintadas o ano todo sem o risco de torná-las fracas, quebradiças e ressecadas.

Dicas importantes:

  1. Antes de tudo não deixe sua manicure lixar a unha por cima, pois remove parte da queratina, tornando-as mais fracas e finas.
  1. A base, além de servir para uma esmaltação mais uniforme, serve para evitar que o esmalte entre em contato direto com a unha, protegendo-as dos componentes químicos usados em sua composição.

  1. Fortalecedores devem ser aplicados antes da base para que absorva os nutrientes.

  1. Acetona pode enfraquecer as unhas. Prefira os removedores de esmaltes.

  1. Se você tem unhas muito fracas, dê preferência aos esmaltes com D-pantenol em sua fórmula.

Além de fortalecer as unhas, o D-pantenol ajuda a hidratar as cutículas, rachaduras nas pontas dos dedos, além de auxiliar na cicatrização dos temidos e doloridos “bifes”. O uso frequente de D-pantenol também favorece a diminuição do excesso de pele em volta da unha.

Baratos e com multifunções, existem centenas de produtos à base de D-pantenol. Para resultados mais eficientes, use com frequência.

ácido retinoico

O creme da noite

imagem ácido retinoico

A idade vai chegando e inevitavelmente os sinais do tempo aparecem juntos… ninguém escapa! Tal como o organismo, o envelhecimento da pele começa a nível celular, e até a meia-idade, pode perder até 50% de sua capacidade de renovação. A genética, o estilo de vida e os cuidados com o rosto é o que faz a diferença quando se vê duas pessoas, uma parecendo mais velha e a outra mais jovem, apesar de ambas terem a mesma idade cronológica. Mas saiba que tanto as rugas como a flacidez são como uma “doença” e que podem ser combatidas.

Quer ter uma pele linda e jovem? Basta focar e começar hoje mesmo a cuidar da sua aparência, e o melhor… sem precisar de plástica!

A juventude em um pote

O ácido retinoico é um composto derivado da vitamina A e faz maravilhas para a pele. Considerado uma substância poderosa no combate ao envelhecimento ele tem o poder de renovação celular, estimulando a produção de colágeno e reorganizando as fibras elásticas, responsáveis pela firmeza, sustentação e elasticidade da pele. É um verdadeiro tratamento de rejuvenescimento facial melhorando a textura de pele além de diminuir consideravelmente rugas e flacidez.

Essa substância milagrosa também é eficaz no tratamento de manchas, sardas, acne e, inclusive, nas cicatrizes já causadas pela acne.

Apesar do ácido retinoico fazer milagres, ele exige uma série de cuidados para o feitiço não virar contra o feiticeiro. Diferente do ácido hialurônico que é o ácido da hidratação e turgor da pele, o retinoico é o da descamação. A descamação é o princípio natural de renovação da pele, onde as células velhas são eliminadas e substituídas por novas (renovação celular).

O porquê da pele envelher e a ação do ácido retinoico

De forma imperceptível, nossa pele é renovada a cada 28 dias. Da camada mais profunda até a visível a olho nu, novas células caminham para a superfície da pele e substituem as células mortas. É este processo que faz da nossa aparência melhor (ou pior) a cada dia. Com a idade, esta sequência de renovação fica cada vez mais lenta, que é o que torna a pele envelhecida necessitando de maiores cuidados e proteção. E é exatamente pela capacidade de conseguir influir na renovação celular, que faz deste ácido o mais eficaz de todos. Preparado para manobrar a ação do tempo apresenta total eficácia no resgate de uma pele mais jovem e regenerada.

Tipos de retinoico

As concentrações do ácido retinoico variam de acordo com a indicação de tratamento, idade e tipo de pele. Pela sua potência é considerado um medicamento, sendo necessária receita médica e acompanhamento dermatológico.

Existe também o retinaldeido e o retinol, precursores direto do ácido retinoico, que são mais bem tolerados e causam menos irritação. São classificados como cosmecêuticos. Cosmecêuticos são produtos que resgatam a juventude da pele, e apesar de não serem tão ativos quanto os medicamentos, são bem mais eficazes e qualificados que os cosméticos.

Encontrados na forma de cremes, géis, sérum, loção e emulsões, podem ser usados diretamente na pele ou estar entre os agentes químicos utilizados em tratamentos como o peeling, por exemplo.

A primeira aplicação

Caso esteja estreando no “mundo retinoico”, comece devagar. Use duas vezes na semana, aumentando progressivamente para três, depois noites alternadas até poder usá-lo todas as noites. Jamais aplique o produto de dia. Dica: o ácido hialurônico é um magnífico complemento nas noites intercaladas além de ajudar na hidratação da pele.

Use apenas a noite

Antes de deitar, lave o rosto e espalhe uma pequena quantidade do produto de forma homogênea, evitando os lábios, o pescoço e também próximo aos olhos, já que a pele desta região é muito fina e pode causar irritação.

Deixe agir no máximo entre 6 e 12 horas (a critério médico ou do produto). Ao acordar, lave o rosto com água e sabão neutro e aplique imediatamente um filtro solar de alta proteção. Borrife água termal para acalmar a pele. 

Evite o sol de todas as formas

O velho ditado: quer ser feliz ou ter razão? Aqui fazemos uma nova parábola: quer uma pele jovem e sem manchas ou um rosto flácido e com rugas? É você quem decide.

Produtos a base de ácido retinoico são antagonistas ao sol. Fotossensibilizantes, tem seus efeitos potencializados pela luz solar, deixando a pele ainda mais fina e sensível. As consequências podem ser sérias, com graves queimaduras e hiperpigmentação das manchas.

Se você queria uma pele lisa e sem manchas, sob a luz do sol, corre o risco de agravar ou conquistar mais algumas. Todo o cuidado é pouco. Mesmo em dias nublados, é necessário o uso de filtro solar. Na praia, reaplique a cada duas horas e não esqueça o chapéu.

Por precaução, o melhor é evitar tratamentos com ácido retinoico durante o verão. Opte pelo retinaldeido ou o retinol que apesar de exigir os mesmos cuidados, os riscos de efeitos colaterais são menores. Se for se expor ao sol, suspenda temporariamente o tratamento.

Vermelhidão, ardência e ressecamento: é alergia ou é normal?

O ácido retinoico e similares são produtos fortes e até pessoas com peles mais resistentes podem apresentar vermelhidão, ardência e ressecamento no início do tratamento, mas que tende a melhorar progressivamente. É o custo da juventude. Não é um passe de mágica. Use água termal para acalmar a pele. Procure um dermatologista para orientações relativas ao seu caso.

É contraindicado para gestantes, mulheres que estejam amamentando, pacientes com dermatites, eczemas agudos ou com infecção ativa como o herpes labial. Durante o tratamento é importante evitar produtos adstringentes ou que contenham álcool em sua composição.

Resultados

Nas primeiras semanas de tratamento já é possível observar uma melhora na pele. Os resultados finais são vistos em um período de 3 a 6 meses de uso, podendo variar de acordo com a concentração do produto, o tipo de pele e a frequência das aplicações.

ácido hialurônico

O elixir da juventude

imagem ácido hialurônico

A pele é o espelho que reflete as diferentes fases da vida. À medida que a idade avança, há uma significativa diminuição das estruturas ósseas e ligamentares e um acentuado aumento da flacidez de pele. Assim, o que se observa em um rosto envelhecido, é uma pele mais fina e o tecido de sustentação mais reduzido, favorecendo o aparecimento de rugas.

Retardar a idade cronológica é impossível. Já a visual se consegue com a ajuda de cosméticos que atenuam os efeitos do tempo promovendo juventude e beleza facial.

O ácido hialurônico é uma dessas substâncias. Ele está naturalmente presente em nosso organismo, e além de ter um alto poder de hidratação, tem a finalidade de dar volume, sustentação e elasticidade para a pele. Trabalha em conjunto com as fibras de elastina e colágeno, conseguindo, desta forma, mantê-las íntegras e fortes.

Para você ter uma ideia, o processo de regeneração das células, em uma pessoa jovem, acontece a cada 28 a 30 dias. Aos 60 anos, este tempo sobe para 45 a 60 dias. O ácido hialurônico consegue preencher os espaços existentes entre as células por ter a capacidade de reter e fixar a água na pele protegendo contra a perda da hidratação. 

A notícia ruim, é que muito mais cedo do que se possa imaginar, essa produção começa a diminuir, e a partir dos 25 anos, já inicia uma redução contínua que se estende com o passar dos anos.

Quanto menor quantidade de ácido hialurônico no corpo, mais a pele perde a firmeza, se tornando cada vez mais seca e sem brilho, com o aspecto envelhecido.

Mas não é apenas a idade responsável pelo processo de envelhecimento. Fatores externos como exposição ao sol, poluição, tabagismo, má alimentação, estresse, excesso de álcool e falta de sono também exercem influência.

Sem contar que tratamentos dermatológicos agressivos e inadequados, sabonetes fortes e até hidratantes contendo substâncias detergentes, igualmente podem acelerar este processo.

Por isso, o importante é estar bem orientada e pensar em equilíbrio. E este é o momento de conhecer os benefícios e formas de aplicações do ácido hialurônico.

Sem dúvida, a estrela da vez é a forma injetável que tem o poder de repor o volume do rosto de forma rápida e visível. Indicado para o terço médio da face (maça do rosto), bigode chinês (linhas profundas que vão do canto do nariz até o canto boca), rugas ao redor da boca, aumento dos lábios, projeção do maxilar e queixo, além da elevação do nariz, é quase que uma “plástica” instantânea.

O preenchimento, porém, não é definitivo. A derme, que é a segunda camada da pele, onde também estão localizadas as fibras de elastina e colágeno, é altamente vascularizada e por isso absorve rapidamente o ácido hialurônico oferecendo resultados que duram apenas de 3 meses a 1 ano. A boa notícia é que mesmo assim, a pele nunca retorna ao que era antes, pois toda vez que se faz o procedimento fica uma fibrose residual que promove uma melhora ao efeito anterior ao preenchimento. Por isso, mesmo com o curto tempo de duração, os tratamentos cosmiátricos não devem ser considerados totalmente “perdidos”. Sempre deixam algo de bom, além de poder ter seu efeito prolongado com a ajuda do ácido hialurônico em forma de cremes, cápsulas e suplementos.

A manutenção com novo preenchimento poderá ser feita de acordo com a necessidade do paciente, inclusive na mesma área, sem contraindicação, desde que aplicado por médico capacitado.  O máximo que pode existir de “complicações” são inchaço local e hematomas que desaparecem em até 48 horas.

Os cremes e cápsulas com ácido hialurônico conseguem oferecer os mesmo resultados que a forma injetável?

Não, com certeza não. Porém são extremamente eficazes no processo de hidratação, importante para o viço da pele e prevenção das rugas. Quanto mais cedo você começar a cuidar da pele, melhores serão os resultados para retardar os sinais típicos do envelhecimento. Cremes a base de ácido hialurônico estão mais indicados para pessoas com pele seca ou mista. Deve ser usado diariamente, logo ao acordar, já que o ácido hialurônico protege contra perda de umidade que ocorre durante o dia impedindo a desidratação da pele. Quem tem pele oleosa deve usar com cautela, já que o creme fecha os poros e impede que as glândulas sebáceas eliminem as gorduras, provocando o aparecimento de cravos e espinhas.

Para que o ácido hialurônico consiga penetrar profundamente na pele e oferecer resultados mais eficientes minimizando linhas de expressão e rugas, deve ter o princípio ativo micronizado. Observe o rótulo. Existem várias opções deste tipo no mercado.

Quanto ao ácido hialurônico em cápsula ou suplementos, além dos benefícios para a beleza da pele, também auxilia na lubrificação das articulações e cartilagens. Quantidade insuficiente de ácido hialurônico pode refletir em articulações rígidas e movimentos dolorosos. Se seu corpo estiver carente desta substância, seu organismo vai metabolizar o ácido hialurônico e enviar para onde mais precisa. Suplementos de ácido hialurônico associados aos de uso tópico, garantem um resultado mais eficaz prevenindo o envelhecimento precoce e a saúde do seu organismo.

Não esqueça que sua pele é a primeira linha de defesa do seu corpo e que pode ser facilmente danificada tanto por fatores externos, como internos. Quer uma prova? Se olhe no espelho depois de se expor ao sol, ou após uma noite mal dormida seja por estresse ou por uma “boa” noitada na balada! Entendeu?

Hidratação por dentro e por fora é a receita de beleza do dia!

águas termais e micelar

O poder das águas

imagem águas termais e micelar

O conceito de que cuidar da pele é caro já não condiz mais com a realidade. Também o caro, nem sempre significa o melhor. Produtos simples, como as águas termais e micelar, substituem uma série de dermocosméticos e dão excelentes resultados. Além de práticos e com poder de nutrientes excepcionais, são acessíveis a todos os tipos de bolsos.

O primeiro que apareceu no mercado foi a água termal.  Usada há décadas na Europa, foi descoberta no ano de 1736, na fonte termal da cidade de Avène, uma pequena vila no sul da França. Nesta época ajudava pacientes por suas propriedades suavizantes e anti-irritantes. Mas foi apenas em 1981, que o laboratório que leva o nome da cidade decidiu usar a água termal para fins dermatológicos em forma de spray.

Em 2012 começa a ser comercializada no Brasil, a primeira versão da água 100% nacional, extraída de fontes termais situadas na Serra da Mantiqueira, em São Paulo.  Para alegria dos brasileiros, foi lançada no mercado com preços mais atraentes que suas concorrentes importadas. Atualmente existem várias opções de marcas nacionais.

As águas são classificadas pela sua composição química, fonte de origem, gases presentes e temperatura. São esses elementos que determinam se podem ser consumidas como bebida, apenas para banhos ou com finalidade terapêutica.

Quanto maior a profundidade que a água penetra no solo, mais arrastam consigo uma infinidade de substâncias nutritivas. Águas de fontes mais superficiais são mais pobres em minerais.

ÁGUA TERMAL

As águas termais são obtidas de fontes subterrâneas muito profundas, passam décadas embaixo da terra, o que possibilita absorver altas concentrações de sais minerais das rochas. Nessas fontes, a água chega a atingir uma temperatura entre 36°C e 54°C, que é o que indica que estavam armazenadas em uma profundidade bastante elevada.  É assim que ela se torna uma água extremamente pura, com pH neutro e alcalino, rica em nutrientes conferindo incríveis poderes terapêuticos. Importante: a forma de coletá-la e armazená-la é fundamental para conservar a pureza e alta concentração de vitaminas e minerais contidos nela. 

Propriedades terapêuticas: atuam como calmante e ajudam na cicatrização tendo inclusive, ação anti-inflamatória. Também é um poderoso antioxidante por conter grandes quantidades de minerais nobres importantes para a renovação das células, retardando o envelhecimento da pele.

Indicações: todos os tipos de pele, principalmente, as mais sensíveis.

Benefícios: hidrata, nutre, evita o ressecamento e alivia irritações. Protege a pele da poluição e auxilia de forma nutritiva na reposição de água perdida através da transpiração, ou em climas secos, quentes, exposição ao ar-condicionado etc.

Indicações:

  1. Protege a pele dos radicais livres
  2. Combate o envelhecimento
  3. Um excelente hidratante no clima seco ou muito quente
  4. Evita o ressecamento da pele no inverno
  5. Acalma a pele após fazer a barba ou depilação
  6. Alivia assaduras de bebês
  7. Ajuda a recuperar e acalmar a pele após queimaduras, principalmente  de sol
  8. Excelente após tratamentos dermatológicos que agridem a pele, como o peeling, por exemplo
  9. Dermatites e coceiras. Auxilia também no tratamento da psoríase e rosácea
  10. Mantém a umidade da pele em ambientes com ar-condicionado; Excelente para usar em voos longos
  11. Também pode ser usada nos cabelos para evitar o ressecamento dos fios
  12. Diminui a oleosidade da pele

Fácil de usar, normalmente são comercializadas em forma de spray e basta algumas borrifadas para começar a sentir os resultados.

Modo de usar

Como medida de hidratação, use pela manhã e a noite. Deixe secar naturalmente.  Depois passe seu hidratante ou maquiagem. Na praia, borrife antes, durante e após a exposição solar. Você pode usá-la várias vezes ao dia. Não tem contraindicação. As indicações são todas boas e nutritivas.

Nas assaduras, ferimentos, coceira, queimaduras, pós barba etc, borrife no local.

Evite guardar no calor. Pode ser colocada na geladeira para um jato mais refrescante.

ÁGUA MICELAR

Já pensou em substituir seu Kit de beleza por um único produto mágico? Lançada este ano no mercado brasileiro, a água micelar tem multifunções: ela é capaz de tonificar, limpar, higienizar além de remover maquiagens (exceto a prova d’água ou muito densas), sem causar irritações ou alergias. Por não conter álcool, parabenos, perfumes, sabão ou corantes em sua composição, pessoas com pele sensível, oleosa ou alérgicas, podem fazer uso da água micelar no lugar do tônico, hidratante ou demaquilante e ainda manter o pH da pele equilibrado.

A água micelar é uma versão mais moderna da água termal, com micelas na sua fórmula. Micelas são conjuntos de moléculas que possuem características polares e apolares. As moléculas apolares são insolúveis em água, ou seja, repelem a água. Já as moléculas polares são solúveis em água. Seria como um fenômeno químico de polarização que, ao entrar em contato com a pele, essas micelas que carregam nutrientes encapsulados, se dissolvem, e liberam os nutrientes intactos permitindo agir com mais pureza e nas camadas mais profundas da pele.

A dermatologista Gisele Torok, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que o mecanismo de limpeza se dá por absorção e arrastamento das partículas de sujeiras, sem causar agressão ou irritação, respeitando o equilíbrio fisiológico da pele.

Pessoas com pele oleosa têm a vantagem de substituir o demaquilante (que normalmente contém óleo em sua composição), sem a necessidade de lavar o rosto após a limpeza e, principalmente, não agravando a oleosidade da pele.

A água micelar é um líquido com aparência de um tônico e deve ser aplicada com algodão, até a pele ficar completamente limpa. Não necessita de enxague. Após a remoção da sujeira, o produto deve permanecer na pele.  Já existe a versão em lenços umedecidos que facilitam a aplicação e pode ser levado na bolsa.

Agora você não tem mais desculpas para descuidar de sua pele. Pele bem tratada transmite bem-estar, saúde, vivacidade e disposição além de chegar a idades avançadas sem ressecamento e rugas profundas. Nunca é tarde para começar. E quanto mais cedo você cuidar da sua pele, mais benefício terá.

proteção certa

imagem proteção certa

Em busca de proteção contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya, a procura pelos repelentes aumentou, e muito, nos últimos tempos. Porém, na hora de escolher o produto, alguns cuidados básicos são necessários. A SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) informa que bebês com até seis meses não devem usar repelente e que, em crianças menores de dois anos, o ideal é que seu consumo seja evitado, exceto se houver indicação de um profissional da saúde. 

As grávidas também precisam de cautela e prescrição médica. De acordo com a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), os produtos seguros para aplicação são os que contêm substâncias ativas registradas na Agência de Proteção Ambiental (EPA) ou na própria Anvisa.

Os repelentes devem contar com as seguintes substâncias, comprovadamente eficazes, contra os insetos: icaridina, dietiltoluamida (DEET) nas versões tradicional e infantil, e o IR3535.

o poder do colágeno

Essencial para a pele, sua reposição é importante para todo o organismo

imagem o poder do colágeno

Combater os efeitos do tempo e manter a pele jovem, sem rugas e marcas de expressão é uma das preocupações que adquirimos ao longo da vida, principalmente, quando o organismo vai reduzindo naturalmente a produção de colágeno – proteína presente em quase todos os órgãos do corpo e cuja principal função é garantir firmeza e elasticidade à pele, cartilagens, ossos, ligamentos e tendões.

De acordo com a dermatologista Emanuella Cerqueira, a produção do colágeno origina-se desde o nascimento e, com o passar dos anos, tende a diminuir. “A perda anual progressiva ocorre a partir dos 30 anos, acentuando-se por volta dos 45 e 50 anos, quando as células produtoras do colágeno da pele – chamadas fibroblastos – diminuem por influência hormonal, sendo uma das principais causas do envelhecimento cutâneo, apresentando-se clinicamente como flacidez, aparecimento de rugas e enfraquecimento das unhas e cabelos”, afirma.

A dermatologista explica ainda que, além da perda natural do colágeno com o envelhecimento fisiológico, outras causas podem afetar sua produção. “É o caso do estresse e do tabagismo, que aumentam a produção de radicais livres e alteram a oxigenação celular levando à destruição do colágeno, assim como ocorre nos indivíduos que se expõem abusivamente ao sol e também os que ingerem doces excessivamente”, enfatiza.

Alimentação equilibrada

Determinados alimentos exercem um papel importante no que se refere à produção de colágeno. “As principais fontes alimentares são as proteínas em geral, contidas no leite, ovos e carnes (vermelha, aves e peixes), ressaltando que, para a síntese do colágeno, além da  matéria-prima proteica, existe a necessidade adicional de vitaminas e minerais, presentes em frutas cítricas, castanhas, nozes, avelã, amêndoa e azeite de oliva extravirgem”, orienta.

Segundo a especialista, a necessidade do consumo de colágeno se torna ainda maior a partir dos 40 anos, devido ao desgaste cutâneo e osteoarticular acelerados, que é quando a eposição do colágeno propicia benefícios à saúde. “No mercado existem suplementos alimentares à ase de colágeno ou colágeno hidrolisado (peptídeos de colágeno), que podem apresentar-se sob várias formas, como pó, líquido, cápsulas, sachês, balas ou chocolates”, comenta.

sabonete ou gel de banho?

imagem sabonete ou gel de banho?

Na hora de comprar o sabonete ideal para o corpo, a melhor versão é em gel líquido ou em barra? Os dois tipos apresentam vantagens, a escolha vai depender do seu tipo de pele. Sabonete em barra é ótimo para remover a sujeira, detritos e óleo da pele, e são fáceis de usar, seja sozinho ou com uma esponja. Se você é uma atleta ou tem tendência a suar muito, o sabonete em barra é o mais ideal. Para as pele sensíveis, o recomendado é usar fórmulas com mais hidratantes ou que tenham óleo de amêndoas e vitaminas. Se ela for delicada, ressecada, ou propensa a eczemas, o ideal é escolher o gel de banho, que é enriquecido com calmantes e ingredientes relaxantes. Você pode alternar também entre o sabonete em barra e o gel de banho, deixando o primeiro para ser usado no verão (quando a pele está mais oleosa) e o gel para o inverno.

acabe com o mal pela raiz

imagem acabe com o mal pela raiz

Uma das queixas mais comuns nos consultórios dermatológicos é a queda de cabelo. Dentro do que é considerado normal, homens e mulheres podem perder até 100 fios por dia. Quando o couro cabeludo dá sinais de que não está saudável, a dica é procurar um especialista para que ele possa verificar a causa do descontrole e indicar o tratamento correto. A queda de cabelo ocorre por diversos motivos: genética, estresse, anemia, doenças relacionadas à tireoide, tratamentos oncológicos, uso de determinados tipos de medicamentos, pós-parto, dieta inadequada, entre outros. Além do tratamento indicado pelo profissional, é importante manter uma alimentação balanceada e tomar alguns cuidados para não acentuar a queda, como não lavar os cabelos com água muito quente, evitar prender ou dormir com as madeixas molhadas e usar diariamente o secador e chapinha.

dossiê dos desodorantes

imagem dossiê dos desodorantes

Se você tem problemas com transpiração excessiva e não possui nenhum problema de saúde comprovado, saiba que a causa do desconforto pode ser culpa do seu desodorante. Parece muito simples, mas escolher o desodorante é mais complexo do que se imagina. Existem dois tipos de formas de ação do desodorante: o bacteriostático, que impede o crescimento de bactérias, e o antiperspirante e bacteriostático, que além de blindar o local contra as bactérias ainda controla temporariamente o suor e o mau cheiro. Ele é indicado para quem tem transpiração constante. Com relação à forma cosmética, os desodorantes podem ser encontrados em spray, aerossol, roll-on e cremosos. A melhor escolha é aquela baseada na praticidade e conforto. Para as peles mais sensíveis, a indicação são os produtos com a fórmula sem álcool e hipoalergênicos ou dermatologicamente testados, que passaram por testes com a supervisão de dermatologistas.

Assuntos